terça-feira, 27 de outubro de 2015

Briografia Limpa (0,12s)

... a graça habilita a alma ao exercício das virtudes.


“Quem tem força moral, reputação ilibada e briografia limpa suficiente para atacar a minha honra? Quem?” (0,05s – 0,18s)


Diuma X Dilma

O torneiro-mecânico – ex-sindicalista – ex-presidente; o príncipe – ex-sociólogo - ex-presidente ou o neto de Tranquedo habilitam-se?

Na história mediática online cabe ao espectador que se quiser ativo buscar os detalhes dos atores em suas performances.

A interpretação continua sendo o instrumento mais afiado para o exercício de uma crítica na apreensão do real mediado pela prontidão dos sentidos humanos em confronto com os polissêmicos sentidos das linguagens e imagens produzidas por humanos reais captados em mediações virtuais conscientes e/ou inconscientes. Importando ademais juntar, numa totalidade, emissores e receptores da mensagem.

Chamou a atenção a perspicácia do editor de um vídeo de 49 minutos reduzidos a pouco mais de 3 minutos na captação de 3 segundos que informam o que deve ser mais relevante no evento divulgado e noticiado.


SIC

Qual o significado do SIC a seguir? Eis a pista de toda a mensagem contida na feliz assimilação ou compreensão do observador produtor de conhecimento ativo ao vender a mensagem que capturou e democratizou de modo sutil sem abusar de didatismo ou suposições bestas e precipitadas. Ao leitor cabe o trabalho que só pode ser dele em respeito à ética e responsabilidade jornalística.

O entrechoque de interesses, visões e realidade faz desse material ouro puro ao mostrar como o velho teima em dominar o novo, com este se envelhecendo em seu simultâneo nascimento.

A palavra "vela" é um dos exemplos de polissemia. Ela pode significar a vela de um barco; a vela feita de cera que serve para iluminar ou pode ser a conjugação do verbo velar, que significa estar vigilante.”


Os que ainda se pretendem vivos haverão de velar para que os mortos conservem-se apagados, dando aos ainda não mortos autonomia para iluminar o mundo com suas próprias tochas, ou archotes.

“Os vivos são sempre e cada vez mais governados necessariamente pelos mortos.” Augusto Comte


Dilma: "Quem tem biografia limpa o suficiente para atacar minha honra?"

Publicado em 13/10/2015 às 22h26

“Ainda sob a sombra da possível abertura de um processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff reagiu às ameaças de impedimento em discurso no Congresso Nacional da CUT (Central Única dos Trabalhadores) na noite desta terça-feira (13), em São Paulo, questionando abertamente a integridade dos que querem sua saída do cargo. "Quem tem força moral, reputação ilibada e biografia limpa suficientes para atacar a minha honra?", disse Dilma”. Leia mais no UOL Notícias

Atualizado em 13/10/2015 às 22h41


Dilma Rousseff - Discurso no Congresso da CUT




Para que serve a ‘reputação ilibada’ de Dilma?

Josias de Souza

17/10/2015 04:36



“(...) Sob aplausos da plateia-companheira que a acolheu no auditório da CUT, Dilma enfiou no seu discurso uma frase com pretensões inconscientemente cômicas: “… o meu governo e o governo do presidente Lula propiciou e estimulou [sic] o mais enérgico combate à corrupção da nossa história.”(...)” (00.00 – 01:23)





Ex-presidente governa presidente?



OS VIVOS E OS MORTOS

Os vivos são sempre e cada vez mais governados pelos mortos” – dizia Comte.

Itararé não se conforma e responde:


“Os vivos são sempre e cada vez mais governados pelos mais vivos”.




Que Comte e Noel nos iluminem com o AMOR POR PRINCÍPIO E A ORDEM POR BASE. O PROGRESSO POR FIM.


Positivismo [Noel Rosa & Orestes Barbosa]




Positivismo
Noel Rosa
 
A verdade, meu amor, mora num poço
É Pilatos lá na Bíblia quem nos diz
Que também faleceu por ter pescoço
O autor da guilhotina de Paris

A verdade, meu amor, mora num poço
É Pilatos lá na Bíblia quem nos diz
Que também faleceu por ter pescoço
O infeliz autor da guilhotina de Paris

Vai, orgulhosa, querida
Mas aceita esta lição:
No câmbio incerto da vida
A libra sempre é o coração

O amor vem por princípio, a ordem por base
O progresso é que deve vir por fim
Desprezaste esta lei de Augusto Comte
E foste ser feliz longe de mim

O amor vem por princípio, a ordem por base
O progresso é que deve vir por fim
Desprezaste esta lei de Augusto Comte
E foste ser feliz longe de mim

Vai, coração que não vibra
Com teu juro exorbitante
Transformar mais outra libra
Em dívida flutuante

A intriga nasce num café pequeno
Que se toma pra ver quem vai pagar
Para não sentir mais o teu veneno
Foi que eu já resolvi me envenenar











sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Ser, Ter e Ver



Combinações, Arranjos ou Permutações?


Não é preciso ter olhos abertos para ver o sol, nem é preciso ter ouvidos afiados para ouvir o trovão. Para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível. (Sun Tzu)

Algumas Possibilidades

SER
TER
VER

SER TER
SER VER

TER SER
TER VER

VER SER
VER TER

SER TER VER
SER VER TER

TER SER VER
TER VER SER

VER SER TER
VER TER SER

VER TER SER
VER SER TER

TER VER SER
TER SER VER

SER VER TER
SER TER VER

VER TER
VER SER

TER VER
TER SER

SER VER
SER TER

VER
TER
SER

1

2

3
3

2

1


3

6

12

6

3



Eu Só Quero É Ser Feliz
Rap Brasil



A loucura, longe de ser uma anomalia, é a condição normal humana. Não ter consciência dela, e ela não ser grande, é ser homem normal. Não ter consciência dela e ela ser grande, é ser louco. Ter consciência dela e ela ser pequena é ser desiludido. Ter consciência dela e ela ser grande é ser gênio. (Fernando Pessoa)



Quero Ser Feliz Também

Natiruts



quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Manual Completo

Embargos auriculares

“Bom dia!

Meus caros, esse ministro não dá ponto sem nó, como diziam antigamente lá em Graças. Concordam?

Liminarmente, já vi declarações do juiz Sérgio Moro afirmando a mesma coisa de forma até mais clara e dura. Para Moro, colaborador premiado já é um criminoso confesso procurando através desse instrumento maneirar a sua cana. Quanto ao delatado merece a presunção judicial de inocência. Mas enquanto não for acusado judicialmente não pode ainda gozar de direitos que apenas terá se o for judicialmente.

Para ladrão de galinhas dedurado por um alcaguete de porta de delegacia e confirmado sob a ameaça de um pau de arara, um tratamento; para Ministro de Estado e Senador da República o buraco é mais embaixo, não é mesmo?

Mas a imagem dos embargos auriculares usada por você é perfeita, só competindo com o dando que se recebe do pobre São Francisco de Assis.

O ministro Celso de Mello às vezes se empolga com sua própria retórica e como que se embriaga e levita.

Nesses momentos abusa da tautologia, deixando o ouvinte ou leitor de suas sentenças numa dúvida Hamletiana: estará incorrendo em lapalissada (ou obviedade) ou sua redundância não passa de um pleonasmo?

Sentencioso, abusa do Conselheiro Acácio enfatuado e ridículo.

N.B.: Com sua perspicácia você foi direto ao ponto.

Permita somente mais uma informaçãozinha que talvez já saiba:

 1) Celso de Mello é o único ministro do STF indicado por Sarney.

2) Aloizio Mercadante Oliva e Aloysio Nunes Ferreira Filho são inimigos figadais da família Sarney.

3) Roseana Sarney e Lobão estão no corredor da morte, no bico do anu.

4) Eu salvo os seus e você retribui fazendo um agrado nos meus.

5) Lula, Sarney, FHC e cambada nunca tocaram numa nota de 100 reais, por que sabem que elas nada valem no momento em que eu posso pagar pelo que você não tenha ou não possa, em troca de receber reciprocidade sem sujar as mãos impolutas com esse papel moeda imundo...


Abraços meu irmão!”


PROVA X INDÍCIO

Prezado (a) Leitor,

Recomendou-se a leitura do seguinte texto da Revista Consultor Jurídico:

 

Decisão de Celso de Mello traz 
manual completo sobre delação premiada


Por Sérgio Rodas

O texto completo está acessível neste endereço.


‘Meu dileto Leitor,
Veja como já vão sendo encaminhado os "embargos auriculares". A maioria das provas da lava jato é delação premiada, ao analisar a posição do min. em tela, concluo que ele é contrário a tudo que se está fazendo para fins de condenação. O que vc acha?’



PETIÇÃO 5.700 DISTRITO FEDERAL
RELATOR: MIN. CELSO DE MELLO
REQTE. (S): MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROC.(A/S) (ES): PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA



segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Cerco Bravo

Mediano

Ou a onça me devora ou no fim vou rir melhor
No meio
Saia dessa se puder
Lero-lero
Não entro em rifa
Vento bravo

Não vai se acalmar

Pong &Ping?

Neutro.
Guerras?

Independente.
Política?

Agnóstica.
Fé?

Ecumênico.
Religião?

Do Mundo.
Cidadania?

Aleatória.
Teoria?

Celibatário.
Sexo?

Universo.
Local de Nascimento?

Equidistância
Posição?

No meio de início de Maio a fim de Agosto.
Data de Nascimento?

Brasil.
Procedência?

Vive se perdendo.
Quem acha?

Mediana.
Estatura?

Fulana e Sicrana.
Amor?

Lero-lero.
Insuportável?

Poeta.
Raça?

Tatu-peba taturana.
Sobrevivência?

Satanás.
Desafia?

Brasileiro de estatura mediana
Gosto muito de fulana mas Sicrana é quem me quer
Síntese?


...vupt-Vapt...


...quem perde quase sempre ganha
Porque no amor...

...saia dessa se puder
Veja só que coisa estranha...

...natural da minha terra
Diz um ditado...

...onde canta o sabiá
Bom cabrito é o que mais berra...

...no azar da minha sina
Desacredito...

...ninguém leva o meu fubá
Tico-tico de rapina...


Edu Lobo

Sou brasileiro de estatura mediana
Gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer
Porque no amor quem perde quase sempre ganha
Veja só que coisa estranha, saia dessa se puder

Não guardo mágoa, não blasfemo, não pondero
Não tolero lero-lero, devo nada pra ninguém
Sou descansado, minha vida eu levo a muque
Do batente pro batuque faço como me convém

Eu sou poeta e não nego a minha raça
Faço versos por pirraça e também por precisão
De pé quebrado, verso branco, rima rica
Negaceio, dou a dica, tenho a minha solução

Sou brasileiro, tatu-peba taturana
Bom de bola, ruim de grana, tabuada sei de cor
Quatro vez sete vinte e oito nove´s fora
Ou a onça me devora ou no fim vou rir melhor

Não entro em rifa, não adoço, não tempero
Não remarco, marco zero, se falei não volto atrás
Por onde passo deixo rastro, deito fama
Desarrumo toda a trama, desacato satanás

Brasileiro de estatura mediana
Gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer

Porque no amor quem perde quase sempre ganha
Veja só que coisa estranha, saia dessa se puder
Diz um ditado natural da minha terra
Bom cabrito é o que mais berra onde canta o sabiá
Desacredito no azar da minha sina
Tico-tico de rapina, ninguém leva o meu fubá

Edu Lobo

I am Brazilian of medium height
Much like tart but sicrana is who wants me
Because in love who loses almost always wins
Look at that strange thing, snap out of it if you can

Do not keep heartache, not blasphemous, not ponder
Lero-Lero not tolerate, owe nothing to anyone
I rested my life I take muque
Pro drumming stop as I ought to do

I am a poet and I do not deny my race
I verses by prank and also precision
Broken foot, blank verse, rich rhyme
Negaceio, give a hint, I have my solution

I am Brazilian, armadillo-peba caterpillar
Ball good, bad money, know by heart multiplication tables
Four time seven twenty-eight nove's out
Or an ounce devours me or end'll laugh best

I do not go into raffle, not adoço, no seasoning
Not remarco, ground zero, was told not turn back
Where step let trail, lie fame
Desarrumo whole plot, contempt Satan

Brazilian average height
Much like tart but sicrana is who wants me

Because in love who loses almost always wins
Look at that strange thing, snap out of it if you can
Says a natural dictate of my land
Good kid is the most screams where the thrush sings
Disbelieve the chance of my fate
Hacksaw of prey, no one takes my cornmeal


Perfeccionismo ao vivo

Sem intimidar-se diante do mestre e Maestro








quarta-feira, 14 de outubro de 2015

PT, o PMDB Pós-Sarney

Na máquina do governo, com fachada de oposição ao modelo econômico-financeiro neoliberal, financiador-mor de todos os políticos do Sistema, com veleidades de participar no Consórcio do Poder.

Desfrutar do bônus é muito bom. O ônus varre-se para debaixo do tapete.

Com a nau à deriva, lançam-se os botes ao mar. Os supostos comandantes como sói ocorrer, entregam a proa sem muita pressa para não soar medo, mas com a prontidão adequada para não parecer provocação para com os novos opositores açulando as portas das ágoras frágeis fortalezas.

Para Marina uma Rede. Para Marta um PMDB-BUSÃO. Para Molon um PSOL.

Saudades de Getúlio Vargas. Tinha mais pudor e compromissos com a Sociedade e os Trabalhadores do Brasil. Criou para eles um Partido Trabalhista Brasileiro. Sem trair suas origens de classe, deu nome de Trabalhista para o que pretendia ser um partido para quem trabalhasse.

Respeitos a Astrojildo Pereira, juntamente com seus Camaradas quando, em 1922, fundaram o Partido Comunista do Brasil, Internacionalista e sem Classes Dirigentes, mas tão somente Comunista, e acidentalmente localizado em um país da América Latina, chamado Brasil.

Os fundadores e militantes autênticos do PT não poderiam se sentir menos traídos pela desfaçatez de “companheiros” que aderem à onda que os engole e dos quem partem oportunisticamente para a oposição ao seu próprio governo, cínica ou disfarçadamente; quando suas tarefas seriam exercer os supostos deveres do poder que o povo lhes outorgara, equivocadamente ou não, manietado ou não.


Capas Pretas já andam mascarados naturalmente. Aos do baixo clero dentro do PT que escolham as suas máscaras quando forem incapazes de se mostrar de cara limpa com pureza de coração e paz na consciência por, mesmo que tenha sido equivocadamente, ter combatido o bom combate.